Weby shortcut
Novo logo ANPUH - GO

Reunião da ANPUH com os movimentos sociais - dia 10-12, às 14:00, na sala 29, da Faculdade de História-UFG (Goiânia)

 

Prezados,


A nova diretoria da ANPUH (Associação Nacional de História), seção Goiás, recém-eleita, tem como um dos seus objetivos fortalecer a participação dos historiadores e professores de história nos debates contemporâneos ocorridos dentro e fora do mundo acadêmico. Sabemos que a interpretação do passado pelos atores do presente serve a um conjunto de interesses, sejam existenciais e identitários, sejam interesses de legitimação (de grupos dominantes ou minoritários, de projetos emancipatórios ou de relações de opressão). De todo modo, a história atua orientando o agir humano no presente e interferindo em nossas expectativas de futuro. É por este motivo que estamos preocupados com o modo como o passado tem sido mobilizado na vida pública brasileira contemporânea. Percebemos um crescimento do uso da história para deslegitimar as lutas dos povos negros e indígenas (visão harmônica da colonização do Brasil), as bandeiras dos grupos de homossexuais e de mulheres (naturalização das explicações relacionadas à sexualidade e ao gênero), as manifestações atuais vividas no Brasil (utilização ideológica do termo “vândalo” – povo germânico; associação do Black Bloc – tática libertária - ao fascismo; etc.). Tais usos da história se dão, na maioria das vezes, através de uma negação dos acúmulos já alcançados pela historiografia. 
Ao mesmo tempo, estamos preocupados especialmente com o debate público sobre a “Ditadura Militar”, debate que inevitavelmente ocorrerá no ano que vem (2014), quando se completarão cinquenta anos do golpe militar de 1964. Vivemos um momento de fortalecimento dos discursos de defesa dos “tempos da ditadura”, que aparece como uma época de grande segurança pública, de inexistência de corrupção, de grande desenvolvimento econômico, e de excelência do ensino público. 
Por estes motivos, a ANPUH-GO está convidando os diferentes grupos e movimentos para discutirmos suas demandas sociais e o modo como a história interfere em suas lutas. Nossas intenções são, primeiramente, a de realizar o Simpósio Regional da ANPUH-GO com o tema “Os Usos Públicos da História”. Trata-se, aqui, de debatermos o modo como o passado é mobilizado publicamente nos embates favoráveis e contrários às lutas dos movimentos sociais contemporâneos. 
Mas, não se trata mais de realizarmos apenas debates nas Universidades. Pensamos que professores de história e historiadores, junto com os movimentos sociais, devem produzir diferentes atividades voltadas para o público não acadêmico. Nosso objetivo é realizar, no próximo ano, um conjunto de intervenções urbanas com a temática da ditadura militar. Trata-se de levar a história acadêmica para a rua, com exposições de teatros, vídeos e filmes, cartazes, panfletos, esculturas, pinturas, fotografias históricas, painéis, etc. A ideia é que estas intervenções nas cidades possam promover o debate entre a população, gerando uma percepção mais complexa da experiência da ditadura militar e de suas consequências para o mundo em que vivemos. 
Nesse sentido, consideramos que a presença do seu movimento/grupo/entidade/escola/unidade acadêmica na reunião que se realizará no dia 10-12, às 14:00, na sala 29, da Faculdade de História-UFG será de extrema relevância. 

Pauta: 
1) Organização do Simpósio Regional da Anpuh com a temática: Os usos públicos da História. 
2) A História na rua: Planejamento de intervenções urbanas no ano do cinquentenário da ditadura militar: exposições de teatros, vídeos e filmes, cartazes, panfletos, esculturas, pinturas, fotografias históricas, painéis, etc.


Atenciosamente,

Rafael Saddi
Pela diretoria da ANPUH-GO

Listar Todas Voltar